Você está aqui: Página Inicial > João Pessoa > Ensino > Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas > Projetos que o NEABI organiza e participa/integra

Projetos que o NEABI organiza e participa/integra

por 1044027 publicado 15/02/2022 08h22, última modificação 20/06/2022 10h58
Breve descrição dos projetos de extensão que o NEABI organiza e/ou é parceiro.
  • Abrindo Caminhos NEABI  (Concluído)

Programa tem como objetivo fortalecer o protagonismo do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) do Campus João Pessoa do IFPB, para a promoção da história e cultura afro-brasileira no âmbito do campus e comunidade externa, aproximando-os do fazer artístico e dos saberes tradicionais, acreditando no poder de transformação social das atividades propostas. Para tanto, busca atuar em duas frentes: a) no planejamento e fortalecimento do NEABI, sua comunicação social e estrutura física; e b) na promoção de evento e oficinas de extensão com temas relacionados à vida e a cultura das pessoas afrodescendentes e indígenas, visando assim à integração entre instituição e comunidade externa diante do retorno das atividades presencial no Campus João Pessoa em 2022.

  • Introdução ao Maracatu - da consciência negra ao carnaval (Concluído)

O projeto tem como objetivo oferecer apresentações artístico-culturais e oficinas de Maracatu, importante manifestação cultural brasileira, presente na tradição oral e que integra, de forma lúdica, música e dança. Para tanto, propõe-se a realização de: a) um circuito de apresentações artístico-culturais, quais sejam: a apresentação artística do Ponto de Cultura Maracastelo, grupo independente que atua na capital paraibana desde 2004, e a exibição do documentário audiovisual Ibadu, no evento em homenagem ao mês da consciência negra promovido pelo NEABI do Campus João Pessoa em novembro de 2021; e b) a realização de um circuito de oficinas de maracatu, abertas à comunidade, a serem realizadas presencialmente no Campus João Pessoa, durante o primeiro semestre de 2022, seguindo o calendário referente à biossegurança e as normas relativas ao retorno presencial das atividades do Campus. Tal proposta está vinculada ao Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) do Campus João Pessoa do IFPB e se fundamentam nas premissas das Leis n° 11.645/08 e n° 10.639/03, para a promoção da história e cultura afro-brasileira no âmbito do campus e comunidade externa, aproximando-os do fazer artístico aliado aos saberes tradicionais, acreditando no poder de transformação social das ações propostas.

  • Novos Tambores (Concluído)

O presente projeto objetiva proporcionar às comunidades interna e externa ao IFPB Campus João Pessoa vivências de confecção e manutenção de instrumentos percussivos artesanais, um dos diversos ofícios da/os brincantes e mestres da cultura popular afro-indígena-brasileira, mediante parceria entre: o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas - NEABI/JP,  o Ponto de Cultura Maracastelo, o Núcleo de Extensão Dica: Diversidade, Cultura e Educação (Centro de Educação da Universidade Federal da Paraíba) e a Lutheria Alagbê. Pretende-se desenvolver ações de confecção, manutenção e afinação de tambores de matriz africana, trabalhando transversalmente as relações étnico raciais positivas, o empoderamento feminino e a valorização da diversidade cultural, sob a perspectiva das leis 10.639/03 e 11.645/08, que tornam obrigatório o ensino da história e da cultura afro-brasileira e africana nas escolas. Ao considerar a necessidade de desconstrução de um imaginário racista e de recriação do espaço da mulher na produção cultural, os saberes da lutheria e da cultura popular tomam novos significados no projeto, que conecta os conhecimentos populares e acadêmicos através da transformação dos materiais em som, signo e até através dos “novos tambores”. Desenvolvido desde 2018, o projeto ancora-se em metodologias que valorizam os saberes tradicionais das culturas populares e afro-brasileiras e a atuação de mulheres nas culturas negras e populares da contemporaneidade. A ação proposta compreende uma série de vivências e oficinas que proporcionarão aos participantes uma reflexão acerca do contexto sócio-histórico que envolve o fazer dos tambores afro-brasileiros, bem como, técnicas e informações relevantes sobre custo e venda dos instrumentos musicais. O projeto articula uma rede de colaboração entre instituições públicas de Educação, organizações sociais, comunidades quilombolas, além de grupos de cultura popular tradicional, seus mestres e mestras, artistas e arte-educadores, professores e movimentos sociais, propondo capacitação a jovens e contrapartidas sociais a fim de fomentar a cultura popular no estado da Paraíba e juntamente aos estudantes do IFPB/PB.

  • A Cultura Popular tá ON (Concluído)

“A Cultura popular tá on” é um programa que propõe uma pedagogia ativa, transdisciplinar e inovadora que objetiva promover a inclusão digital na educação pública, possibilitando que estudantes, docentes e toda comunidade do IFPB - Campus João Pessoa se apropriem de novas tecnologias, em diálogo com mestre/as e brincantes da cultura popular, por meio da articulação entre o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas - NEABI - JP, Núcleo DICA -  Diversidade, Cultura e  Afro educação, Universidade Federal da Paraíba, Rádio Tabajara e  Ponto de Cultura  Maracastelo. Proposta que visa atuar na salvaguarda e difusão do Patrimônio Cultural afro-brasileiro, indígena, nordestino e paraibano, assim como garantir o cumprimento de dispositivos legais referentes à história e cultura afro-brasileira, africana e indígena (Lei nº 10.639/03; Lei nº 11.645/08) e Lei Cultura Viva. Com uma metodologia que costura tradição e inovação, possibilita um mergulho nas raízes dos povos originários brasileiros a partir de atividades de pesquisa, vivências e produção de conteúdos sobre o Patrimônio Cultural. No sentido de efetivar o protagonismo estudantil, irá possibilitar a expansão de habilidades técnicas dos papéis de editore(a)s, redatore(a)s, locutore(a)s, apresentadore(a)s e designers que o(a)s estudantes irão assumir. Será promovido um “Curso de Introdução ao Radiojornalismo”; os participantes irão produzir podcast com a temática da cultura popular paraibana e afro-brasileira para ser divulgado em redes sociais e disponibilizado em plataformas stream (Spotify), 08 spots sobre as expressões culturais, que serão veiculados na rádio, além de evento virtual de lançamento do podcast produzido. Os produtos do projeto buscam a valorizar a identidade paraibana, a diversidade e a memória e se embasam nas relações étnico-raciais positivas. A execução do projeto também propõe a continuidade das ações, trabalhando a autonomia da escola no desenvolvimento de novos produtos e projetos educacionais.

Confira aqui os editais em andamento e não fique por fora das novidades!