Inglês

por 2340702 publicado 04/01/2017 12h44, última modificação 24/01/2017 13h25

TOELF/TOEIC

 

São os testes de língua inglesa mais respeitados no mundo, reconhecidos por mais de 9.000 instituições de ensino superior, universidades e agências em mais de 130 países. Eles avaliam a capacidade do uso e compreensão do inglês no nível universitário. Além disso, os testes avaliam a capacidade de combinar habilidades de Listening, Reading, Speaking e Writing para realizar tarefas acadêmicas.

O TOEFL - ITP é um exame de proficiência exigido para a concessão de bolsas do programa Ciência sem Fronteiras (CsF) e de outros programas em países de língua inglesa. Além disso, o TOEFL funciona como uma avaliação diagnóstica do seu nível de proficiência em inglês. A pontuação obtida no teste é sigilosa e só é divulgada ao candidato que realizar o teste. Mesmo que o candidato não tenha conhecimento de inglês é importante ter essa avaliação como ponto de partida de seus estudos. O TOEFL também é requisito para o curso online de inglês, o MEO (MyEnglishOnline).

 

Quem pode se inscrever para o teste

  • alunos de graduação, mestrado e doutorado de instituições parceiras.
  • professores e técnicos administrativos de institutos federais parceiros do programa IsF.
  • alunos regulares do MEO (MyEnglishOnline) e alunos que desejam iniciar o curso.

 

Para efetuar sua inscrição, clique aqui

Para mais informações sobre o Programa Idiomas Sem Fronteiras, clique aqui.

 

Informações

Para acessar questões do teste, clique aqui.

A página do Idiomas sem Fronteiras pode ser acessada aqui.


Entenda o seu resultado:

A tabela abaixo mostra a pontuação necessária para a classificação em um dos quatro níveis do Quadro Comum Europeu para o Ensino de Línguas testados pelo TOEFL ITP Level 1.

Veja os pontos de corte para cada seção do teste:

 

 

A2 – usuário elementar: É capaz de compreender frases isoladas e expressões frequentes relacionadas com áreas de prioridade imediata (p. ex.: informações pessoais e familiares simples, compras, meio circundante). É capaz de comunicar em tarefas simples e em rotinas que exigem apenas uma troca de informação simples e direta sobre assuntos que lhe são familiares e habituais. Pode descrever de modo simples a sua formação, o meio circundante e, ainda, referir assuntos relacionados com necessidades imediatas.

 

B1 – usuário independente: É capaz de compreender as questões principais, quando é usada uma linguagem clara e estandardizada e os assuntos lhe são familiares (temas abordados no trabalho, na escola e nos momentos de lazer, etc.). É capaz de lidar com a maioria das situações encontradas na região onde se fala a língua-alvo. É capaz de produzir um discurso simples e coerente sobre assuntos que lhe são familiares ou de interesse pessoal. Pode descrever experiências e eventos, sonhos, esperanças e ambições, bem como expor brevemente razões e justificações para uma opinião ou um projeto.

 

B2 – usuário independente: É capaz de compreender as ideias principais em textos complexos sobre assuntos concretos e abstratos, incluindo discussões técnicas na sua área de especialidade. É capaz de comunicar com um certo grau de espontaneidade e de à-vontade com falantes nativos, sem que haja tensão de parte a parte. É capaz de exprimir-se de modo claro e pormenorizado sobre uma grande variedade de temas e explicar um ponto de vista sobre um tema da atualidade, expondo as vantagens e os inconvenientes de várias possibilidades.

 

C1 – usuário proficiente: É capaz de compreender um vasto número de textos longos e exigentes, reconhecendo os seus significados implícitos. É capaz de se exprimir de forma fluente e espontânea sem precisar de procurar muito as palavras. É capaz de usar a língua de modo flexível e eficaz para fins sociais, acadêmicos e profissionais. Pode exprimir-se sobre temas complexos, de forma clara e bem estruturada, manifestando o domínio de mecanismos de organização, de articulação e de coesão do discurso. 

 

Veja abaixo a tabela de equivalência dos testes internacionais de Língua Inglesa.